domingo, 4 de enero de 2009

Masacre en Gaza. Apelamos a la paz en la región



La paz será la flor de los desiertos que arrancada del suelo impunemente, se negará a morir aunque la gente transite por caminos tan inciertos. Entonces sonarán las campanadas por los cuatro confines de la tierra, con la siniestra voz de las granadas... Angel de Luz, haz que los hombres, oyendo las llamadas, dejen el camino de la guerra cambiando por abrazos las espadas...

Firme la petición para la Paz:

https://secure.avaaz.org/po/gaza_time_for_peace/

3 comentarios:

Hanah dijo...

Bem Hajas meu amigo,

Boa semana para ti.

Hanah

mariah dijo...

bem haja, amigo.
aqui deixo na pedra di ciber este



poema das mil mãos


Aqui a sombra do céu é de sangue
e as nuvens infectadas por negros arcanjos.
A morte legou os seus últimos resíduos
e mil homens levantam-se do aroma da noite .

Escreveremos ainda o poema das mil mãos
em bandeiras de Paz
no peito dos meninos que não foram homens.

A menos que nos roubem o ar e o fogo e a água
partiremos em busca das humildes mães de Gaza.

maria azenha

Abraço

Luis Enrique dijo...

Querida Maat,

estou maravilhado de reencontrar-me consigo, não estivemos ausentes mas sempre en síntonia. Muito obrigada pelo seu aporte poetico, um poema cheio de luz e de paz, porque os poemas são isso, um aporte de luz e de paz para um mundo dificil e que é o nosso dever ajudar a evolucionar para uma maior felicidade e integridade, nem que seja desde a nossa trincheira. Poemas como vc acostuma transmitir sempre. Beijinhos